TIMÃO CAI EM MINAS, E VÊ FLU DISPARAR!


Pela 16ª rodada do Campeonato Brasileirão, Corinthians foi derrotado pelo Cruzeiro no Estádio Parque do Sabiá, em Uberlândia (MG), por 1X0, gol de Montillo, aos 3 minutos de jogo. A desvantagem prematura foi fatal para o time corintiano, que não soube furar a retranca mineira. O Corinthians segue assim com baixo aproveitamento como visitante.

No primeiro tempo, o Corinthians mal teve tempo para se aclimatar no gramado, e já sofreu gol do Cruzeiro: O jogador Edcarlos tocou, após cruzamento, para Montillo bater cruzado, e Júlio César apenas assistir ao time mineiro abriu o placar. Pouco depois, o Timão teve um pênalti a seu favor: Jucilei cruzou da direita e Éverton tocou a bola com o braço, mas Bruno César desperdiçou, batendo no meio do gol. A arbitragem ignorou a invasão da área.
Os erros de passes e o nervosismo pela desvantagem no placar, desarticulou o Timão; o meio de campo perdeu a lucidez, e a despeito de maior posse de bola, nada conseguiu. Elias, estranhamente mais recuado, e Jucilei, mais á frente, não conseguiram criar, e o time, sem referencia no ataque, pouco conseguiu. O Cruzeiro, entretanto, correu riscos, pois recuou demais, fez muitas faltas, dando espaços para o time paulista, mas, mesmo assim teve grande oportunidade com Wellington Paulista, que obrigou Julio Cesar a grande defesa. Na melhor oportunidade após o pênalti desperdiçado, Bruno César cobrou escanteio, Paulo André cabeceou no travessão, já aos 37 min de jogo. Ralf tentou o rebote, mas foi barrado hora h. Muito trabalho para Adilson Batista no vestiário.


Na etapa complementar, o Cruzeiro tentou surpreender ao Corinthians no ataque, mas o Corinthians, mais compacto, e tocando melhor a bola, tomou conta do jogo. Ao Cruzeiro, restou a alternativa de apelar para faltas, acumulando diversos cartões amarelos, com uma certa complacência da arbitragem. O Timão, apesar de dominar o jogo, não atingia o seu objetivo, e o inofensivo Iarley deu lugar a Souza no ataque corintiano. O time paulista continuou sem criatividade, e o apático Bruno César deu lugar à William Morais, mas o time passou a tentar apenas chuveirinhos na área, sem sucesso, contra a defesa da Raposa, que armou um verdadeiro ferrolho. Por fim, Roberto Carlos deu lugar a Paulinho, mas nada impediu a jornada infeliz do Timão. Para piorar, o Cruzeiro ainda ameaçou nos contra-ataques, obrigando Julio César a mais uma grande defesa, já no final da partida. Performance pífia do Corinthians, que ainda viu o Fluminense disparar na liderança. Se serve de consolo, o Timão terá dois jogos teoricamente mais fáceis nas próximas duas rodadas, contra Vitória e Goiás, no Pacaembu, enquanto o Flu enfrentará São Paulo e Palmeiras.

2 comentários:

  1. Inexplicável a queda de rendimento quando o Timão sai do Pacaembu. Pra chegar na última rodada (a que interessa) em 1º, além de manter a perfeição jogando em sua casa, vai ter que ganhar alguma coisa além de milhagens nos voos pelo país. Ah, e o reencontro com o Fluminense será no Maracanã. Abs.

    ResponderExcluir
  2. Ricardo. O Timão foi broxante ontem. Sem duvida, não pode mais vacilar, sob pena de ter que ver o time lutando para permanecer no G4. Mas tem muita agua para rolar ainda. Abçs.

    ResponderExcluir

Seja Bem Vindo ao Zona do Agrião!


- Não deixe de Comentar;
- Aproveite para ser um de nossos seguidores;
- Mande suas sugestões;

Obrigado pela visita,

Equipe Zona do Agrião!

 

Flickr Photostream

Botafogo Flamengo Fluminense Vasco
Corinthians Palmeiras Santos São Paulo
Atlético MG Cruzeiro Grêmio Internacional

Twitter Updates

Meet The Author