Conca teria vaga na Seleção?


Ao contrário do que o título do texto sugere, não tenho dúvida de que o Argentino Conca teria vaga na Seleção de Mano Menezes, caso resolvesse se naturalizar.

Uso o futuro do pretérito porque acredito essa possibilidade , no fundo, no fundo, não seja prioridade na cabeça do baixinho hermano, dada sua categoria e identificação com o futebol de sua Terra Natal.

No entanto, fico a me perguntar se o torcedor brasileiro aceitaria de bom grado a presença de um atleta estrangeiro, sobretudo oriundo de seu maior rival, no, como diz Galvão, seu. maior "patrimônio" esportivo.

Tal reflexão, é claro, não surgiu do nada.

Está em destaque no Blog do jornalista Benjamin Back, um post cuja ideia central é que o leitor cite o nome de jogadores merecedores de uma chance no novo Escrete Canarinho, no qual, lá pelo meio dos comentários, alguém sugere a naturalização de Conca, a fim de permitir uma eventual convocação.

De forma previsível, houve opiniões a favor e contra o "sugerimento", como diria Dunga. Mas, impressionante e triste, foi um dos argumentos utilizados por quem não gostou nada da ideia, algo do tipo, "o Brasil não precisa de um argentino".

Ah, então é assim. "Brasucas (ou "Brazucas", sei lá) podem jogar até mesmo na tricampeã Alemanha e nós, enfrentando comprovada carência de meias de ligação, não temos necessidade de aproveitar o talento de quem vem de fora?

Porém, em última instância, esse tipo de comportamento não surpreende. E não o faz simplesmente porque no Brasil nós rejeitamos a nós mesmos. É o que alguns batizam de "bairrismo".

Afinal de contas, só esse malévolo e, às vezes inconsciente sentimento explica a "polêmica" em torno da escolha dos árbitros de Avaí X Corinthians e Fluminense X Internacional.

Ora gente, paremos de bobagem. Árbitros não erram porque desejam favorecer seus Estados, mas sim porque são humanos, ou ruins tecnicamente, ou coitados, não contam com o uso de recursos tecnológicos que os auxiliem na hora da dúvida.

Reduzir tais causas a mera e tola disputa entre naturalidades é fechar os horizontes para as soluções e compactuar com os shows de horrores protagonizados pelos apitadores.

E convenhamos. O prejudicado de agora foi o beneficiado de ontem, ou será o de amanhã. E só gritar não adianta. Os dirigentes, leia-se FIFA, CBF e clubes, precisam é agir.
 
Por Roberto Junior

0 comentários:

Postar um comentário

Seja Bem Vindo ao Zona do Agrião!


- Não deixe de Comentar;
- Aproveite para ser um de nossos seguidores;
- Mande suas sugestões;

Obrigado pela visita,

Equipe Zona do Agrião!

 

Flickr Photostream

Botafogo Flamengo Fluminense Vasco
Corinthians Palmeiras Santos São Paulo
Atlético MG Cruzeiro Grêmio Internacional

Twitter Updates

Meet The Author