Por que não Dorival?

dorival-junior-site-estadao

São sempre os mesmos nomes. Seja nos clubes ou na Seleção, precisou de treinador e lá estão Felipão, Muricy Ramalho e Mano Menezes cotados para a vaga. Com toda justiça, diga-se de passagem, já que são treinadores dos mais vitoriosos do país. Mas será que agora um dos 3 medalhões é realmente a melhor opção para substituir Dunga no comando do Escrete Canarinho?

É quase unanimidade o fato de que o jogo pragmático, aliado a falta de jogadores talentosos, foi o principal problema brasileiro na África. Um time bom de contra-ataque, é verdade, porém previsível e sem opções de banco que pudessem alterar o panorama de uma partida resume bem o que foi a Seleção na Copa 2010. Tudo fruto da visão de futebol de seu treinador.

Diante desse quadro, chegou-se à conclusão de que o futebol pentacampeão do mundo precisa retornar um pouco a suas origens. A eficiência moderna necessita se misturar a doses de arte e improviso, característica maior do Brasil dos gramados. E aí, é que entra a figura do novo técnico. O escolhido será o responsável por fazer essa milimétrica junção e, sobretudo, aproveitar a imensa categoria da geração de Neymar e Ganso.

Felipão, Muricy e Mano são ótimos comandantes, como dito acima. No entanto, guardadas as devidas proporções, os 3 compartilham da visão dunguística de que o importante é o resultado, independente dos meios utilizados para que ele seja alcançado. Ter um deles à frente da Seleção significaria uma melhora, sem dúvidas, mas, em essência, a equipe provavelmente tenderia a apelar ao pragmatismo tão criticado agora.

A função de treinador do Brasil não é lugar para experiências. Outro Dunga, leia-se Leonardo, com pouca bagagem de banco, constituir-se-ia escolha equivocada, todavia apostar, por exemplo, em Dorival Júnior seria uma boa tacada da CBF.

O santista não tem milhagem internacional, tudo bem. Mas sabe trabalhar com jovens e é ousado. A cara do nosso futebol.

Sei que a sugestão provocará risos na maioria. Faz parte. Aqui, quando o assunto é o esporte mais popular do mundo o conservadorismo ainda impera forte. Somos resistentes a mudanças e a novos conceitos. Foi assim, inclusive, que nos recusamos a aceitar a Holanda e a Espanha como forças do Mundial e agora lá estão elas, na semi-final.

Dorival não é perfeito e está sujeito a erros. O que também acontece com o trio de queridinhos e aconteceu com Parreira e Zagallo, outras velhas águias que já passaram pelo cargo. Inovar com critério, é tudo que precisa agora a Seleção Brasileira. Chega de mesmice.


Por Roberto Junior


3 comentários:

  1. Roberto,o principal problema do Brasil na Copa foi por que Dunga planejou que a seleção jogasse no contra ataque mas quando se viu na obrigação de construir jogadas,ter a posse de bola no campo adversário para envolver a defesa a equipe se viu numa situação dificil como vimos nas Eliminatárias e no banco não tinha aquele armador que pudesse ditar o ritmo do jogo e armar as jogadas para a bola chegar nos atacantes,sendo que no futebol brasileiro tinha esse jogador com essas características mas o Dunga o rejeitou por que ele não tinha experiêcia e por que segundo ele pintou na hora errada e o time já estava pronto,isso sem contar que na final do paulista ele provou por A+B que tinha maturidade para vestir a camisa da nossa seleção.Mas o Dunga não teve a mínima sensibilidade para perceber isso e cismou na cabeça retranqueira dele que o Julio Batista era o reserva do Kaká sendo que ele tem caracterísca dele se encaixa muito mais para um centro-avante do que para um meia de ligação ou que chegue na frente.Isso sem contar que o isolamento a la Coreia do Norte só fez mal pra nossa seleção.

    ResponderExcluir
  2. Caro RJ,

    E não é que sua opção seria uma boa! Nem tinha pensado no Dorival...

    Mas, aposto que fica entre Felipão, Muricy ou Mano Menezes...

    Abraço,

    Nacif.

    ResponderExcluir
  3. Definitivamente não!

    E não é por falta de experiência. Mas um técnico que deixa um guri, por melhor jogador que seja, decidir a hora que quer sair do campo demonstra que não tem pulso para comandar a maior seleção do mundo.

    Que tal Paulo Roberto Falcão??

    Minha sugestão é ele!

    ResponderExcluir

Seja Bem Vindo ao Zona do Agrião!


- Não deixe de Comentar;
- Aproveite para ser um de nossos seguidores;
- Mande suas sugestões;

Obrigado pela visita,

Equipe Zona do Agrião!

 

Flickr Photostream

Botafogo Flamengo Fluminense Vasco
Corinthians Palmeiras Santos São Paulo
Atlético MG Cruzeiro Grêmio Internacional

Twitter Updates

Meet The Author