A voz da razão e a voz do coração falam sobre a eliminação do Barcelona.


A voz da razão...

Quando o jogo acabou, eu estava transtornado. O inferno recomeçaria.

Lá viriam os defensores da tática, da retranca e da brucutumania tripudiar em cima do melhor time do mundo.

Confesso que logo surgiu à cabeça a imagem de Dunga, vibrando incontidamente e gritando "eu te disse, eu te disse, mas eu te disse", no melhor estilo do velho desenho "Carangos e Motocas".

A consternação era tamanha, que cheguei a escrever um texto defenestrando a Internazionale e ainda mais seu retranqueiro treinador - segue abaixo deste, para comprovar.

Minutos após, de cabeça mais fria, pensei com meus botões: "ora RJ, se tu fosses Mourinho, partiria para cima do Barça, tendo a vantagem debaixo do braço?"

Ora, talvez não escalasse Chivu no lugar de Pandev, ou não mandasse Córdoba a campo, formando uma linha de 5 defensores no fim da peleja, no entanto faria muitas das coisas que o treinador português certamente pediu a seus comandados.

Pediria a Samuel e Lúcio que formassem o paredão intransponível que anulou um tal de Ibrahimovic.

Imploraria a Eto'o e Diego Milito, matadores, por natureza, que se entregassem à marcação ferozmente após a - injusta a meu ver - expulsão de Tiago Mota.

Orientaria Júlio César a segurar a bola o maior tempo possível nas reposições.

O ferrolho mourinhense no fundo não representou covardia, mas sim respeito profundo a uma equipe sabidamente melhor que a sua.

Lembro de um programa "Apito Final", na Bandeirantes, no término da Copa de 90. Na ocasião, houve uma votação para se eleger o melhor técnico daquele mundial.Nela, enquanto quase todos os componente da mesa votaram em Beckembauer, o ex-jogador Mário Sérgio preferiu o irlandês Jack Charlton, que aos trancos e barrancos conseguiu levar seu time às quartas-de-final.

Ingadado pelos demais sobre o porquê da inusitada escolha, o agora treinador respondeu mais ou menos assim: "Beckembauer tinha um ótimo elenco à disposição. Não tira seus méritos, mas ajuda bastante. Já Jack Charlton, dentro de suas possibilidades, conseguiu levar seus comandados a uma fase avançada".

Pensando bem, acho que a verdade é essa mesmo.

Não há porque odiar Mourinho. Jogar atrás contra o MELHOR TIME DO MUNDO não é vergonha, é sinal de juízo.

E isso, o "special one" provou ter de sobra.

Uma boa noite e um abraço a todos!

A voz do coração...


Saber se defender é uma virtude, mas nunca será uma arte.


Ao anular o Barcelona hoje, Mourinho foi um virtuoso, no entanto jamais será um artista.


A Internazionale merece ter seu principal mérito reconhecido.


Foi guerreira. Suportou a pressão do melhor time do mundo, na maior parte do tempo, com um jogador a menos.


Porém, foi só.


Da mesma forma em que houve valentia, também houve covardia.


Desde a escalação, a equipe italiana já demonstrava suas maléficas intenções.


Para que escalar Chivu no lugar de Pandev?


Por que, como foi no primeiro jogo, não tentar criar problemas para o Barça?


76 % contra 24 %. Esses são os números da posse de bola da partida.


Agora eu pergunto, como um time que conta com jogadores do calibre de Sneijder, Eto'o e Diego Milito, passa a maior parte do jogo sem tocar na bola, apenas correndo atrás do adversário?


Vencer. Palavra de significado amplo.


Nesta quarta no Camp Nou, não tivemos um vencedor. Somente uma equipe que passou de fase.


Perdedor? Tivemos milhões e não só torcedores do Barcelona, mas sim todos aqueles que acreditam que o objetivo do futebol é marcar gols e não evitar sofrê-los.


Uma boa noite e um abraço a todos!


Por Roberto Junior


1 comentários:

  1. Antes de comentar propriamente dito sobre o post, deixe-me ilucidar que Pandev iria jogar, mas no aquecimento sentiu e ficou fora das opções para este jogo. comentando realmente o seu post, concordo com a 1ª parte(razão) no entanto respeitando sempre a tua opinião, tenho que discordar de vários pontos, vejamos: Primeiramente, esta competição é em eliminatória e portanto no fundo em dois tempos de 90 minutos, consequentemente neste jogo estaríamos no 2º tempo com Inter-IT a vencer por 3x1, será bom frisar que no "1º tempo" o clube italiano demonstrou melhores qualidades em quase todos os aspectos do jogo, talvez só perdendo na posse de bola, se considerármos este aspecto relevante e sinônimo de vitória, não me parece. Neste caso da posse de bola, Mourinho e seus pupilos mostraram mais uma vez a humildade e inteligência em aceitar a "superioridade" do adversário, pois quem disputa a "posse de bola" com uma equipe como e contra o Barcelona terá totais probabilidades de sair derrotado. Outro aspecto importante será as condições físicais de Sneijder, completamente diminuido para um jogo desta envergadura e pressão. Outro fator que condicionou a estratégia do Inter de "contra-ataque" mais eficaz foi sem dúvida a expulsão de Tiago Mota, veja que o time italiano jogou mais de 60 minutos com dez jogadores e mesmo assim não desarmou o esquema defensivo, postado em duas linhas e funcionando como um "fole". Em minha opinião saber defender bem é sim uma arte, pois uma coisa é termos sorte, grande defesas do goleiro, bolas na trave, gols incrivelmente perdidos, contrariamente em defender sem deixar o adversário criar e penetrar na sua área de atuação, não me parece ter covardia neste tipo de tática, não me lembro de nenhuma jogada violenta, desleal ou um "cai-cai" desmedido dos atletas de Mourinho. A catimba faz parte do espetáculo, ainda por cima quando estão em campo brasileiros e argentinos.
    Tivemos sim um vencedor, Internazionale de Milão dirigido pelo melhor treinador do mundo, José Mourinho. Não esqueçamos os títulos que este possuí em seu palmarés em três países (Porto, Chelsea e Inter) e mais, nesta temporada está em 1º no Calcio e em duas finais, Copa de Itália e Champions League. Bom lembrar também que venceu duas competições européias seguidas (Copa UEFA e Champions League) pelo F.C.Porto, clube este que mesmo sendo rigoroso não possui a força econômica dos "colossos" do velho continente. Por tudo isto este homem(José Mourinho) não pode ser apenas um técnico de sorte ou virtuoso, terá muito mais qualidades por estas conquistas,e uma delas é a "arte". Afinal ele é "Special One"... Ora bem se dúvida então pergunte aos torcedores do Porto, Chelsea e/ou Inter, etc....
    Grande abraço.
    Ricardo Fernandes.

    ResponderExcluir

Seja Bem Vindo ao Zona do Agrião!


- Não deixe de Comentar;
- Aproveite para ser um de nossos seguidores;
- Mande suas sugestões;

Obrigado pela visita,

Equipe Zona do Agrião!

 

Flickr Photostream

Botafogo Flamengo Fluminense Vasco
Corinthians Palmeiras Santos São Paulo
Atlético MG Cruzeiro Grêmio Internacional

Twitter Updates

Meet The Author