O dia em que Senna foi um verdadeiro herói.




Eu não era um Sennista fervoroso. Pelo contrário. Por motivos já expostos aqui, sempre nutri uma profunda admiração pelo francês Alain Prost, principal rival do maior nome de toda a História do automobilismo brasileiro. Não importa, pois mesmo assim sempre reconheci Ayrton como o piloto mais completo a que assisti em ação nas pistas.

No entanto, o que mais me chamava a atenção no tricampeão não era simplesmente a sua capacidade de dirigir um carro de corrida, mas o apreço que demonstrava por alguns valores de vida, os quais me serviram de fonte de inspiração para a construção de meu caráter.

Senna era determinado e não desistia de seus objetivos. Era trabalhador e, se preciso fosse, varava madrugadas junto à equipe procurando o melhor acerto para seu carro. Não pensava somente em si, tanto que uma de suas maiores preocupações sempre foi zelar pela segurança dos demais pilotos. E, por fim, demonstrava plena consciência de que sua carreira exigia alguns sacrifícios em sua vida particular.

Dessa maneira, a fim de prestar uma singela homenagem ao aniversário de 50 anos do ídolo Ayrton Senna do Brasil, gostaria de compartilhar com vocês um momento da trajetória do nome mais aclamado do automobilismo nacional e que representa à perfeição o que foi o homem Ayrton Senna da Silva.

O episódio ocorreu em 1992, nos treinos para o GP da Bélgica. Em um determinado momento, Eric Comas arrebentou sua Ligier no guard-rail e ficou parado na pista. Caso o motor do carro ficasse mais alguns minutos ligado, sem dúvidas, explodiria. Para a sorte do francês, Senna, que vinha logo em seguida, estacionou sua Mclaren e correu freneticamente para interromper o funcionamento do motor do bólido. Gesto de um verdadeiro herói.

Comas lhe é grato até hoje e só lamenta por não ter tido a oportunidade de retribuir a atitude dois anos mais tarde, no fatídico 1º de maio em ìmola. Uma pena...


" E você pode morrer numa fração de segundo. Você percebe que não é ninguém. De repente, você não é nada e sua vida pode acabar de repente. Isto faz parte da sua vida. Você pode enfrentar isto de modo calmo, profissional, ou pode desistir, abandonar e não fazer mais isto. Acontece que gosto muito do que faço para desistir. Não posso apenas desistir. Faz parte da minha vida."

Ayrton Senna da Silva

21 de março de 1960/ Para sempre vivo em nossos corações

Um ótimo domingo e um abraço a todos!


Por Roberto Junior




1 comentários:

Seja Bem Vindo ao Zona do Agrião!


- Não deixe de Comentar;
- Aproveite para ser um de nossos seguidores;
- Mande suas sugestões;

Obrigado pela visita,

Equipe Zona do Agrião!

 

Flickr Photostream

Botafogo Flamengo Fluminense Vasco
Corinthians Palmeiras Santos São Paulo
Atlético MG Cruzeiro Grêmio Internacional

Twitter Updates

Meet The Author