Blá, Blá, blá

Muitas coisas foram ditas e muitas ficaram nas entrelinhas, ninguém soube ao certo, até hoje, o que realmente aconteceu no episódio que afastou o levantador Ricardinho da Seleção brasileira de vôlei masculino.

Um gênio da posição, ídolo nacional, imagem de um ouro inesquecível para o país, Ricardinho foi cortado sem maiores explicações causando revolta, curiosidade e uma grande movimentação sensacionalista na imprensa.

Como eu havia dito em outras oportunidades eu não acredito que ele tenha saído para o Bruno entrar, pois seria burrice do técnico Bernadinho cortar o capitão e astro e manter Marcelinho, se cortasse o reserva, seria mais fácil justificar.

Bruno não tem nada com isso, vem fazendo seu trabalho dia a dia e é um campeão, mesmo jovem, tem muito o que melhorar ainda, sempre se tem. E ponto final nessa comparação. Sandro e Rapha estão na cola dele e se ele precisa se preocupar com alguém é com esses dois monstros que estão surgindo e não com quem já viveu seu estrelato. Só para exemplificar, Rodrigão não é concorrente de Lucão e Éder é o espelho. Giba não é concorrente de Thiago Alves é o ídolo, o exemplo. Eles estão ali para passar o bastão.

Voltando ao caso em questão, depois de toda a euforia pela convocação a manifestação de Giba, Serginho, Gustavo e Rodrigão deixou a situação em aberto

Giba não atendeu Ricardinho e disse que precisa pensar. 
Serginho disse que tudo depende do espírito com que ele vai chegar
Gustavo declarou que na época que tudo ocorreu a união do grupo foi mais forte do que o estrelismo de Ricardinho e que tudo agora depende de acerto
Rodrigão foi categórico:  “Não sei o que vai acontecer. A maior dúvida é sobre como será a convivência. Só vamos saber quando chegarmos lá”

O jornalista da Uol, Bruno Voloch escreveu dois posts a respeito, no primeiro disse que Ricardinho seria recebido de tapete vermelho e seria rei, numa outra oportunidade colocou que a peça da volta não foi bem ensaiada e que os jogadores não devem ter peso na decisão. Ora, por favor, se o clima é ruim, se há uma ovelha negra os outros não rendem, não foi essa a alegação maior na saída? Ricardinho, magoado e ferido, deu declarações fortes a respeito dos jogadores que tem todo o direito de estarem magoados também, ou não?

Tem gente dizendo que Giba tem ciúmes do Ricardinho... Quanta besteira se escreve e se fala! Ciúme de que? O Giba ganhou tudo o que tinha pra ganhar, fez o que tinha para fazer na carreira e nunca foi cortado da seleção brasileira.

Tudo na vida passa, as oportunidades são únicas na vida, sempre vale a pena esclarecer o que ficou no ar, mas sejamos coerentes com os argumentos, sinceramente eu não acredito que todo um grupo ficaria calado se o Ricardinho tivesse certo naquela época e não reagiriam assim agora.

Ele é craque, que resolva, que encerre o ciclo de forma brilhante. Assim esperamos!!!

1 comentários:

  1. Achei que a volta dele seria algo bem legal, por tudo o que ele já fez pela nossa Seleção. Mas a reação dos jogadores foi muito negativa, a meu ver. Se não houver muita conversa pra colocar os pingos nos i's, a presença do Ricardinho pode atrapalhar o andamento da nossa equipe nesse novo ciclo olímpico

    ResponderExcluir

Seja Bem Vindo ao Zona do Agrião!


- Não deixe de Comentar;
- Aproveite para ser um de nossos seguidores;
- Mande suas sugestões;

Obrigado pela visita,

Equipe Zona do Agrião!

 

Flickr Photostream

Botafogo Flamengo Fluminense Vasco
Corinthians Palmeiras Santos São Paulo
Atlético MG Cruzeiro Grêmio Internacional

Twitter Updates

Meet The Author