Uma Seleção Brasileira com pinta de time B.


De coração, respeito a opinião de todos aqueles que pensam ser o resultado o mais importante no futebol. No entanto, por mais que tente, não consigo engolir os argumentos de Dunga a cada convocação dessa Seleção Brasileira, mais parecida com o time B de algum clube,do que com a legítima representante do futebol pentacampeão do mundo.

Talvez, caso houvesse nascido na Alemanha, na Itália ou na Inglaterra, eu estivesse por aqui vibrando com os prováveis escolhidos para defender o Brasil nos gramados africanos. Afinal de contas, a frieza ártica dos números indica um trabalho, por enquanto, irretocável, marcado por vitórias e por um comprometimento ímpar para com a "amarelinha".

Diante de tanto amor à camisa, torna-se vital enfatizar que não se discute nesse texto, a dignidade profissional ou até mesmo a capacidade dos preferidos da comissão técnica, visto que todos eles construíram vitoriosas carreiras.

O impossível de se aceitar - ou entender - são os critérios utilizados na hora da definição daqueles que terão a responsabilidade de conduzir rumo a África a esperanças de milhões de apaixonados.

Como o próprio nome sugere e o "pai dos burros" confirma, montar uma Seleção consiste em eleger os melhores em um determinado ramo de atividade, por exemplo. Lealdade, determinação e o tão falado comprometimento são, sim, muito importantes. Porém, na medida do possível, não podem preterir de forma mortal a qualidade técnica.

É fato que o futebol brasileiro pena nos últimos tempos com a falta de profissionalismo de seus principais nomes. Acho inclusive, que se essa fosse a clara justificativa para a execução sumária de Ronaldinho Gaúcho - de quem, queira Deus não sintamos falta -, e outros medalhões, poderia eu concordar com Dunga. Mas, ao que parece, não é essa a linha de raciocínio, já que Adriano e Robinho - que merecem a vaga - têm passaportes carimbados para a África.

Espanta também a alegação do comandante brasileiro de que "alguns jogadores não rendem tanto nos clubes, mas vão bem na Seleção." Ora amigos, estaria o blogueiro ficando doido ou tal afirmação demonstra, claramente, de que nada adianta um jogador arrebentar em seu clube até maio - mês da última convocação -, visto que, mesmo assim, não terá espaço no grupo?

Tudo bem que não vivemos uma fase de fartura de gênios da bola. Sofremos com a extinção dos camisas "10". O que temos de melhor hoje, ou são veteranos, ou estrelas tentando brilhar novamente, ou promessas de craque.

Entretanto, embora enfrentemos problemas, não precisamos nos arriscar a montar uma Seleção onde um goleiro (Doni) é RESERVA em sua agremiação, vários atletas atuam em times de PEQUENO prestígio na Europa (Josué, Elano e Gilberto Silva), dois laterais são IMPROVISADOS - cadê o Marcelo? - e, aqueles que jogam por grandes equipes vivem PÉSSIMA fase - caso de Felipe Melo.

Jogar bonito está longe de ser sinônimo de conquistas. A Holanda de 74 e o Brasil de 82 que o digam. Assim como não é certo que o pragmatismo de 94 sempre sairá de campo vitorioso.

É chegada a hora do Brasil de 2010 mostrar sua face. Se Dunga, em sua mente bitolada, não quer ser um "perdedor" como foram Zico e seus companheiros, também não precisa querer "vencer" como nos Estados Unidos. Os apreciadores do bom futebol agradecem. Uma boa noite e um abraço a todos!


Por Roberto Junior ( Colaborador de futebol internacional)

5 comentários:

  1. Não entendi. Quem foi ou foram os injustiçados? Sinceramente amigo Roberto. Quem ficou de fora que merecia tanto?

    ResponderExcluir
  2. Nilsão, vamos lá: no gol, o Doni não tem vaga. Na lateral-esquerda, o Marcelo é o que está melhor. Da zaga, nada a reclamar. No meio, pra quê 5 volantes? Sem contar que Felipe Melo está em péssimo momento e a média de notas de atuação de Josué na Alemanha é "5". Lucas, Denilson, Hernanes e Ramires, atuando de volante, seriam, a meu ver, os ideais. Criatividade, meu amigo, quase não temos. Só Kaká e olhe lá. Por que não levar Ronaldinho Gaúcho, mesmo como opção pro segundo-tempo, Diego ou, até mesmo, Neymar? No ataque, se o usarmos critério técnico, embora eu o levasse, o Robinho há tempos não merece a vaga. Sem contar que Gilberto e Michel Bastos, convocados pra lateral, estão jogando como meias. Tá bom ou quer mais?rsrrsrsrsrsrs Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Júlio César, Daniel Alves, Juan, Lúcio e Marcelo. Ramires, Lucas (Hernanes), Ronaldinho Gaúcho e Robinho, Nilmar e Luis Fabiano. Certamente, uma Seleção com mais cara de Brasil...

    ResponderExcluir
  4. alguns nomes deveriam estar na lista... concordo!!... vamos ver o q vai dar!!

    ResponderExcluir
  5. Dunga sabe o que faz. Tenho certeza que trará a taça.

    ResponderExcluir

Seja Bem Vindo ao Zona do Agrião!


- Não deixe de Comentar;
- Aproveite para ser um de nossos seguidores;
- Mande suas sugestões;

Obrigado pela visita,

Equipe Zona do Agrião!

 

Flickr Photostream

Botafogo Flamengo Fluminense Vasco
Corinthians Palmeiras Santos São Paulo
Atlético MG Cruzeiro Grêmio Internacional

Twitter Updates

Meet The Author