Seria prudente suspender o início da Copa das Nações Africanas.

"O território está em guerra. Tudo pode acontecer". As palavras assustadoras que você acabou de ler foram pronunciadas por Rodrigues Mingas, chefe da organização que metralhou o ônibus da delegação de Togo, em entrevista publicada pelo site da Folha de São Paulo, demonstrando claramente que é enorme a possibilidade de que haja novos atentados durante a Copa das Nações Africanas. Muito embora a realização da competição esteja confirmada, seria extremamente prudente que os organizadores do evento suspendessem o início do torneio, até que providências eficazes fossem tomadas visando garantir a segurança dos participantes, sobretudo daqueles sediados na região de Cabinda.

Têm sido bastante discutidos após o incidente, os virtuais efeitos da tragédia para a próxima Copa do Mundo, de modo que esta eventual pressão sofrida pela Confederação Africana de Futebol, provavelmente faz com que a mesma entenda uma suspensão dos jogos como um atestado de incompetência de todo o continente para o recebimento de competições internacionais. Embora aceitável o argumento, não é hora de se pensar em interesses políticos e comerciais. Os terroristas já demonstraram que não estão nem aí para o futebol. O que importa agora é salvar vidas humanas que correm grande risco, caso o início da CNA seja mantido.

Há décadas o continente africano é devastado por sangrentas guerras civis, sobretudo, na chamada "África Negra", cujos países são divididos por diferentes etnias. Com isso, a ocorrência de incidentes lamentáveis como o da última sexta infelizmente não é surpresa. Lá, o futebol ainda não conseguiu implantar o seu efeito apaziguador e questões históricas e ideologias radicas demonstram mais força que os gols e bonitas jogadas de Eto'o, Drogba e Adebayor. Para piorar o quadro, as perspectivas futuras não são melhores. A próxima CNA será realizada de maneira conjunta por Gabão e Guiné Equatorial, dois países são enormes barris de pólvora.

Não que a África não possa abrigar grandes eventos. No entanto, seria de bom tom que, por enquanto, isso ficasse restrito às nações mais estáveis politicamente. O que o continente precisa não é de circos que talvez apaziguem os ânimos por alguns dias, pois conflitos históricos não são resolvidos de uma hora para outra. O que nossos irmãos africanos precisam é de educação, comida, segurança e saúde. Está na hora do restante do Planeta parar de fingir que não os vê e tomar alguma providência. Bom domingo e um abraço a todos!

Por Roberto Junior (colaborador de futebol internacional)




1 comentários:

  1. Jah estaha contecendo numa epoca bastante ruim... pra mim deveria ser cancelada. Nao acho que seja algum tipo de preconceito, ou duvida de que eles possam abrigar esses eventos. Mas fazer um campeonato desse porte as vesperas da Copa do Mundo jah nao eh muito bom, E depois de um atentado como esses, eh pior ainda...

    ResponderExcluir

Seja Bem Vindo ao Zona do Agrião!


- Não deixe de Comentar;
- Aproveite para ser um de nossos seguidores;
- Mande suas sugestões;

Obrigado pela visita,

Equipe Zona do Agrião!

 

Flickr Photostream

Botafogo Flamengo Fluminense Vasco
Corinthians Palmeiras Santos São Paulo
Atlético MG Cruzeiro Grêmio Internacional

Twitter Updates

Meet The Author