O certo e o duvidoso

Enquanto o bom e entrosado time do Cruzeiro vai se adaptando a altitude da Bolívia, para o confronto com o Real Potosí, pela Pré-Libertadores da América, o novo time do Galo-2010 estreou diante do América, em mais um jogo de Mineirão lotado.

O clássico foi bastante movimentado, o placar terminou igual e a conclusão que chegamos é que o Cruzeiro larga na frente no Estadual, mesmo isso não querendo dizer que será o campeão mineiro do ano. O time de Luxemburgo e o Coelho de Marco Aurélio mostraram em campo um futebol razoável, dentro do esperado para a primeira partida e que certamente irá crescendo no decorrer da temporada. Já a Raposa em sua estréia, independente do placar, confirmou que o entrosamento e a base mantida fazem mesmo a diferença.

No “Clássico das Multidões” o técnico Vanderlei confirmou que terá vida difícil para escolher o seu esquema tático e os jogadores. No gol, Aranha e Carini ainda não sabem qual deles será o escolhido. Coelho permaneceu indo e ficando pelo ataque. Na zaga o jovem Werley continuou recebendo os puxões de orelha do treinador, enquanto Jairo Campos apresentou um futebol capaz de deixar os atleticanos entusiasmados. O meio de campo que ainda não se acertou. A falta de um bom armador faz com que as jogadas não saiam como esperado. Sendo assim, Tardelli ou fica muito isolado ou tem que voltar para buscar o jogo. O recém contratado Muriqui foi o nome do time alvinegro. Com jogadas de velocidade e categoria, o ex-jogador do Avaí deixou os americanos em pânico. Obina não estreou, mas pode ser peça chave no esquema de Luxa para o próximo jogo, atuando como o centroavante esperado pelos alvinegros.

No América não se tem muito do que reclamar, com exceções dos incríveis gols perdidos. O time mostrou um bom posicionamento, jogadores bem treinados e jogadas envolventes. A juventude e experiência mescladas podem levar o Coelho longe, não só no Mineiro como também na Série B. Parece que os “anos de trevas” ficaram para trás...

Nesta primeira rodada vimos que será mais um Campeonato Mineiro emocionante, mas só a partir do mata-mata. Com oito classificados entre os doze participantes, ir bem na primeira-fase não significa muito. Literalmente é uma extensão da pré-temporada para os gigantes, enquanto os demais brigam pelas vagas restantes. Atlético e América mostraram que podem se dar bem, mas o Cruzeiro mais uma vez larga na frente!

3 comentários:

  1. Quem conseguiu manter a base do ano passado leva vantagem no começo mas no decorrer do campeonato o Atletico-MG vai se ajeitar e pra variar a final deve ser entre Cruzeiro e Atletico-MG

    ResponderExcluir
  2. O Galo vacilou mto ao deixar alguns jogadores importantes sairem... Pra mim a Raposa é favorita disparada ao título, se bobear com mais uma goleada sobre o Atlético na final.

    ResponderExcluir
  3. Toda a sorte aos clubes mineiros, espero que este ano mostrem o bom futebol que brindou os amantes dofutebol, talvez ainda falta a força de "chegada" para vencer um título nacional ou internacional como observamos no ano passado com o Atlêtico e Cruzeiro.
    Grande abraço.
    Ricardo Fernandes.

    ResponderExcluir

Seja Bem Vindo ao Zona do Agrião!


- Não deixe de Comentar;
- Aproveite para ser um de nossos seguidores;
- Mande suas sugestões;

Obrigado pela visita,

Equipe Zona do Agrião!

 

Flickr Photostream

Botafogo Flamengo Fluminense Vasco
Corinthians Palmeiras Santos São Paulo
Atlético MG Cruzeiro Grêmio Internacional

Twitter Updates

Meet The Author