Homenagem a Pedro Rocha






Hoje meus amigos trago uma matéria para homenagear Pedro Rocha.  Um craque uruguaio que encantou multidões com a camisa tricolor.


O meia foi contratado pelo São Paulo Futebol Clube em setembro de 1970, vindo do Peñarol.


Quando chegou ao tricolor Pedro Rocha já era um jogador consagrado internacionalmente. Defendendo a seleção uruguaia já havia disputado as Copas do Mundo de 1962, 1966 e 1970. Já havia conquistado dois mundiais interclubes em 1961 e 1966 e três Libertadores da América em 1960, 1961 e 1966. Já havia conquistado ainda sete Campeonatos Uruguaios defendendo o Peñarol. Foi considerado pela FIFA o melhor jogador uruguaio da década de 1960.

Porém logo que chegou ao São Paulo Pedro Rocha teve alguns problemas para se adaptar ao time, pois atuava originalmente como meia esquerda, posição então ocupada por Gérson, o principal jogador do time na época. Foi adaptado então como meia direita, posição em que não estava acostumado a atuar. Nesta função não conseguiu exibir o mesmo futebol que já havia jogado antes.

Era apelidado de Verdugo, porque matava os adversários com sua categoria, tinha uma visão de jogo comparável a poucos até hoje, além disto, possuía um chute fortíssimo e também era muito bom no cabeceio.

Em 1972 Gérson foi vendido ao Fluminense, e Pedro Rocha pode atuar finalmente em sua posição de origem, herdou a camisa 10 e a partir daí passou a ser um dos grandes craques que atuavam no futebol brasileiro nos anos 70.

Foi artilheiro do campeonato brasileiro de 72 com 17 gols ao lado de Dadá Maravilha. Sendo até hoje o único estrangeiro a entrar para o rol de artilheiros do campeonato nacional.





Em 1973 recebeu prêmio bola de prata da revista Placar. No ano de 1975 foi novamente campeão paulista comandando o meio de campo do São Paulo.

Foi o principal jogador do São Paulo até o ano de 1977, quando da chegada do técnico Rubens Minelli, acabou sendo emprestado ao Coritiba, onde se sagrou campeão paranaense em 1978. Antes de encerrar a carreira, passou ainda pelo Palmeiras e pelo Toros Neza, do México. 

Depois de encerrar sua carreira tornou-se treinador de futebol e já desfilou toda sua sabedoria nos principais times do interior do Brasil e do Japão. 


Ficha técnica:

Nome completo: Pedro Virgílio Rocha Franchetti
Jogos disputados pelo SPFC: 375
Data de chegada no clube: 21/09/1970
Data de saída: 24/09/1979
Gols marcados pelo São Paulo: 113
Nascimento: 03/12/1942 em Salto, Uruguai
Títulos conquistados pelo São Paulo: Campeão Paulista de 1971 e 1975 e Brasileiro de 1977
Outros clubes em que atuou além do São Paulo: Peñarol, Coritiba, Toros Neza e Palmeiras.



A Pedro Rocha a homenagem do Zona do Agrião.

3 comentários:

  1. Jonas. Eu o vi jogar. Foi um ótimo jogador.Bem lembrado.

    ResponderExcluir
  2. Não o vi jogar, mas conheço bem a fama deste grande artilheiro.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom Jonas! Gosto muito de conhecer essas historias do passado. belo post. O tricolor paulista e suas tradições de importar uruguaios

    ResponderExcluir

Seja Bem Vindo ao Zona do Agrião!


- Não deixe de Comentar;
- Aproveite para ser um de nossos seguidores;
- Mande suas sugestões;

Obrigado pela visita,

Equipe Zona do Agrião!

 

Flickr Photostream

Botafogo Flamengo Fluminense Vasco
Corinthians Palmeiras Santos São Paulo
Atlético MG Cruzeiro Grêmio Internacional

Twitter Updates

Meet The Author