Domingo para confirmar o vice-campeonato.



Se vencer o Santo André, pela terceira vez desde o início da era dos pontos corridos, o Internacional confirmará a segunda colocação no campeonato. No país em que o segundo lugar não empolga ninguém, mesmo se for na competição que provavelmente é a mais disputada do mundo. Ou como dizem, o segundo lugar é o primeiro dos últimos. Não concordo exatamente com isso, mas mais um vice-campeonato e a sensação do "quase" já está virando trauma para a nossa torcida. Pelo menos, restou o consolo de ano que vem disputar a Libertadores e buscar o bicampeonato.


Eu não sei como foi a semana para o resto do país, mas asseguro que aqui na terrinha as coisas não foram fáceis. A paciência sinceramente está no limite com tanta polêmica desnecessária. O fato de o Grêmio "amolecer" para não favorecer o histórico rival tomou proporções inimagináveis.


A imprensa está eufórica, dividindo momentos de lucidez e de delírios vindo de importantes jornalistas. Falou-se de tudo. Que o Grêmio não entregará, simplesmente perderá, pois é mesmo um time ruim. Que o Grêmio ganhará para calar o Brasil. Que o melhor para o Rio Grande seria o Grêmio vencer e o Santo André também. Enfim, li e ouvi de tudo um pouco.


A torcida gremista está vibrante por estar na importante situação de decidir finalmente um campeonato. Piadas e flautinhas de todos os tipos foram lançadas por aqui. O coro é quase unânime para uma entregada do Grêmio. Parecem até esquecer-se da incompetência do time. Dizem que o presidente do Grêmio foi até ameaçado de morte caso o time "apronte" no Rio de Janeiro e a taça fique no Beira-Rio. Alguns torcedores ameaçam depredar o Olímpico em caso de triunfo colorado.


Acho que durante toda a semana, somente tomei conhecimento de um gremista que é contra uma derrota tricolor. Em seu site pessoal, o jornalista, professor e ex-deputado federal Marcos Rolim escreveu uma "Carta ao Imortal". Em um dos trechos, ele pede honra ao seu time do coração: "Como torcedor e sócio do Grêmio e, sobretudo, como cidadão, exijo que meu time lance força máxima contra o Flamengo e que, se possível, cale o Maracanã. Afinal, me acostumei a torcer por um time imortal, formado por guerreiros e homens dignos. Não quero passar pela vergonha de saber que o Brasil inteiro estará acompanhando uma partida para a qual - por decisão política imoral - não nos lançaremos com ganas de vitória". Essa história de "imortal" é uma tremenda palhaçada, mas vale o registro da visão utópica. Para quem quiser ler na íntegra, acessa aí: http://www.rolim.com.br/.


Já do lado colorado, não existe sequer a preocupação de ter que torcer para o rival, pois todos já sabem que é desnecessário e tal esforço seria totalmente em vão. Confere aí o vídeo do ótimo Rafinha Bastos que rola no YouTube e que foi o mais acessado do dia:



video


Alguns colorados engraçadinhos lançaram durante a semana algumas promessas, caso o Grêmio empate ou ganhe do Flamengo. Algumas delas:


1. Não dizer nunca mais que a avalanche é coisa de veado.


2. Esquecer a história da poltrona 36.


3. Valorizar a "Batalha dos Aflitos", achando o maior feito de um clube gaúcho.


4. Pedir para a direção começar os GreNais com 3 x 0 para o Grêmio.


5. Falar para os meus filhos que a Toyota Cup vale a mesma coisa que o Mundial Fifa.


6. Dizer para os meus sobrinhos que clube grande também cai para a série B.


7. Se for o caso, chamá-los de Boca Juniors do Brasil.


8. Informar a todos que De Leon sangrou a testa em uma batalha campal contra os argentinos, pois não foi o próprio imbecil que colocou a taça na cabeça onde tinha um parafuso.


Piadinhas à parte, no domingo o Internacional tem que entrar em campo para vencer o Santo André, sem se preocupar com o jogo jogado do Maracanã. Sem tirar os méritos do Flamengo, foi muita sorte cruzar com um entregão e um cagão na reta final do campeonato. Por mais que eu ache que o Grêmio perderia de qualquer maneira, certamente o Brasil está vendo e se confirmada a derrota com ares de quem amoleceu muitas críticas surgirão ao time tricolor.


O Grêmio começou a semana de treinos na terça-feira, dia em que o treino terminou antes para a realização da churrascada de confraternização de final de ano (não é piada tá, aconteceu mesmo). Nos outros dias, portões fechados no Olímpico. E como para o Grêmio, "treino é jogo e jogo é guerra", os jogadores treinaram tão forte, mas tão forte, que a lista de "lesionados" agora inclui também o argentino Máxi Lopez, "La Barbie". Souza falou demais e não será escalado para ser preservado. Victor disse que jogaria pela dignidade, logo, falou demais e também será preservado. Jonas, recuperado de lesão, também não joga (?). Réver e Rafael Marques parece que não foram liberados pelo departamento médico. Até o reserva Perea não será relacionado. Sendo assim, a provável escalação para o domingo: Marcelo Grohe, Mário Fernandes, Léo, Thiego, Túlio, Adilson, Julio César, Maylson, Fábio Santos, Ricardo e Roberson.


Que dureza, hein Mengão! E falando em Mengão, tenho um sincero pedido ao time do Flamengo: GOLEIA. Sem dó nem piedade. Que a taça fique na Gávea, mas que o time do Grêmio fique manchado na história com uma goleada nunca vista na história dos nacionais. É só isso que eu peço. Uma goleada histórica e humilhante para selar a volta olímpica do Imperador na conquista do penta (polêmica à parte, na minha opinião 87 é do Sport). Pra cima deles, Flamengo.




2 comentários:

  1. Sinceramente, se o Grêmio vencer este jogo vai calar a boca de muita gente. Mas o que me apetece dizer é que todos os 4 primeiros perdessem para ver a reação de quem fala dos "entregas" e dos maleiros.
    Sorte ao audazes e honra ao vencidos.
    Grande abraço.
    Ricardo Fernandes.

    ResponderExcluir

Seja Bem Vindo ao Zona do Agrião!


- Não deixe de Comentar;
- Aproveite para ser um de nossos seguidores;
- Mande suas sugestões;

Obrigado pela visita,

Equipe Zona do Agrião!

 

Flickr Photostream

Botafogo Flamengo Fluminense Vasco
Corinthians Palmeiras Santos São Paulo
Atlético MG Cruzeiro Grêmio Internacional

Twitter Updates

Meet The Author