A FIFA perdeu uma grande chance.


A mãozinha malandra de Thierry Henry, que ajudou a França a se classificar para a Copa de 2010, continua dando o que falar. Incorfomados com a traumática eliminação, os irlandeses solicitaram, formalmente, a anulação da partida, mas tiveram seu pedido negado pela FIFA, sob a alegação de que, segundo as regras do futebol, "as atitudes da arbitragem de um jogo são soberanas."
Não há de se discutir a legalidade da decisão da entidade maior do esporte mais popular do mundo. Regras são regras. Existem para serem cumpridas. No entanto, ao simplesmente lavar as mãos diante do apelo irlandês, Josep Blatter desperdiçou uma grande chance de impulsionar mudanças na arbitragem em nível mundial.
Isto não significa que a anulação da partida seria a solução mais apropriada. Tal ato, certamente, abriria um perigoso precedente. Já imaginaram quantas solicitações de anulação de jogos não teríamos no Brasil? Todavia, modificações menos radicais poderiam ser adotadas. Entre elas, a utilização de recursos tecnológicos em apoio às decisões dos árbitros, assim como já é feito em outros esportes, sem prejuízo nenhum para o espetáculo.
Infelizmente, ainda há os "defensores dos erros". Aqueles que insistem em alegar que as mancadas dos homens do apito contribuem para a "graça" do futebol. MENTIRA. O show dos gramados deve ser agradável a todos. Derrotas fazem parte, é verdade, mas como pedir para que um torcedor apaixonado entenda passivamente a eliminação de seu time graças a uma lambança de um terceiro?
Falhas de arbitragem sempre ocorrerão. Pelo menos enquanto um ser humano estiver envolvido. Errar faz parte da nossa condição de Homo Sapiens. Contudo, não quer dizer que melhorias são desnecessárias. A acomodação diante de um problema é um de nossos maiores defeitos. Os Simons, Hanssons e Elmos da vida, existirão por toda a eternidade, mas seu número pode, ao menos, ser diminuído. Abraço, galera!

Por Roberto Junior (Colaborador de futebol internacional)

3 comentários:

  1. Meu caro amigo, havendo 4 responsáveis da mesma "equipe" de arbitragem com auriculares interligados no recinto do jogo, é impossível nenhum deles ter visto o "handebol" jogado. Já disseram por cá que devería a FIFA utilizar mais dois árbitros de baliza como já acontece na Liga Europa da UEFA e como já fizeram ou fazem em alguns campeonatos aí no Brasil. Em minha opinião seriam mais dois "cegos" neste jogo e em outros, pois os comprometimentos politícos e econômicos sobrepoem-se as regras do desporto e a verdade desportiva. Permita-me citar o selecionador da Irlanda: "Nós somos inteligentes"!
    Grande abraço.
    Ricardo Fernandes.

    ResponderExcluir
  2. Eu concordo com a decisão da FIFA, de que a decisão é da arbitragem, e não se pode interferir.

    O que eu acho que deveria acontecer nesse caso é uma severa punição ao Henry. Porque ele sabe que não pode ajeitar a bola com a mão. O juiz provavelmente não viu o toque mesmo, não agiu de má-fé. Mas o atacante francês sim.

    Pergunta pro Eduardo da Silva se ele não vai pensar duas vezes antes de cavar um pênalti como ele fez, tomando sei-lá-quantos jogos de punição na UEFA.

    O doping não é contra as regras do futebol? O Dodô não pegou dois anos de gancho por causa disso? Colocar a mão na bola também é...

    Resumindo: pra mim, quem tem que ser punido é o Henry.

    ResponderExcluir
  3. Cá está um assunto que está na boca do mundo e merece muito mais discussões.
    Aliás terá tudo a haver com a mega operação contra a corrupção que está sendo movida aqui na Europa pelas autoridades alemães, inclusive já com mandatos de detenção de algumas pessoas em vários países da Europa, pelo visto até a Liga dos Campeões teve resultados adulterados.
    Aproveito só para dizer que concordo com quase tudo que o meu amigo/colega Rafs escreveu acima, só discordando (se me permite) sobre o lance do handebol não ter sido visto pelo árbitro, amigo Rafs, o árbitro principal faz parte de uma equipe de 4 elementos para cada jogo e terá que funcionar como tal, até porque usam equipamentos de comunicação instantanea portanto, seria fácil assinalar o lance em causa.
    Se não foi visto por nenhum dos 8 olhos (acho eu) responsáveis pela arbitragem am causa, desculpe mas esses cidadãos estão na profissão errada ou pior terão graves problemas oftalmológicos.
    Contudo, essa discussão virá bem a propósito e teremos até a Copa 2010 muito mais desenvolvimentos sobre isto e outras situações semelhantes, vamos aguardar para ver.
    Grande abraço.
    Ricardo Fernandes.

    ResponderExcluir

Seja Bem Vindo ao Zona do Agrião!


- Não deixe de Comentar;
- Aproveite para ser um de nossos seguidores;
- Mande suas sugestões;

Obrigado pela visita,

Equipe Zona do Agrião!

 

Flickr Photostream

Botafogo Flamengo Fluminense Vasco
Corinthians Palmeiras Santos São Paulo
Atlético MG Cruzeiro Grêmio Internacional

Twitter Updates

Meet The Author