Será que vai dar certo?


Finalmente, parece que Bruno Senna vai estrear na Fórmula 1. Segundo o próprio piloto, giram em torno de 90%, as chances de que, no ano que vem, ele seja titular em uma das equipes da categoria máxima do automobilismo mundial, sendo as favoritas para receber o debute do 1º sobrinho, as estreantes Manor e Campos, além da veterana Force India.
Inevitalmente, o fato de carregar um sobrenome famoso trará a Bruno as por vezes cruéis comparações com o tio tricampeão do mundo. Entretanto, não vejo a descendência nobre como o maior dos problemas do garoto. Devido ao acidente fatal de Ayrton em 94, o jovem Senna chegou a interromper por longos anos sua carreira. Voltou às pistas depois de perceber que a gestão de negócios não era sua praia. De lá para cá, até conseguiu bons resultados. O mais contundente, um vice-campeonato da GP2. Entretanto, há 1 ponto importantíssimo a se ressaltar quanto a esse relativo sucesso na categoria de acesso à Fórmula 1: a falta de qualidade da atual geração daquela - Nelsinho Piquet e Roman Grosjean não me deixam mentir - que acaba por não permitir que a categoria menor sirva como parâmetro de análise de um novo piloto. Além da falta de experiência, vale lembrar que a estreia em uma escuderia de menor porte ou estreante fatalmente acarretará em um início complicado para Bruno em termos de resultado. Em um mundo tão impaciente quanto o da Fórmula 1, um começo decepcionante pode tornar-se um curto caminho para a porta de saída da categoria.
De coração, torço para que a razão esteja enganada. Independentemente de sobrenome, já seria muito interessante para o Brasil ter mais um piloto competitivo no circo. Mas, sem dúvida, o sobrenome Senna daria um charme todo especial. Já imaginaram o Galvão? Abraços!

Por Roberto Junior

11 comentários:

  1. O Alonso começou na Minardi, se não me engano, passando sufoco... eu acho melhor começar numa equipe menor, sem pressão de resultados, para se adaptar melhor à categoria e depois sim, buscar os resultados.

    ResponderExcluir
  2. Rafs, você tem razão nesse ponto. Mas já havia uma aposta muito grande em relação ao futuro do Alonso. Coisa que não acontece com o Bruno. Vamos esperar pra ver! Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Se ele pilotar metade, será muito melhor que o borra botas do Rubinho.....rsrs

    ResponderExcluir
  4. Esse seu amor pelo Rubinho me comove, Deco rsrsrsrsrsrsrs Abraço!

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Tomara... Mais um Senna nas pistas, e se ele conquistar o mesmo prestigio q o tio, teremos dois 'S' do Senna em Interlagos...rrsrs força garoto!

    ResponderExcluir
  7. Eu imaginei possibilidade de assitir ao Bruno Senna e isso me alegrou quando li seu Post, RJ...Até você mencionar o Galvão. Já que o negócio é hereditário, quem sabe um dos filhos dele não narre as corridas. Abraço!

    ResponderExcluir
  8. O senninha tem uma trajetória relativamente recente no cenário automobilístico, e não faz vergonha não... Pode vir a ser um bom piloto, talvez não um gênio das quatro rodas, mas vai ser muito bom vê-lo na F1.

    O que pode complicar é a pressão do sobrenome. A cobrança da mídia em cima dele vai ser absurda!

    ResponderExcluir
  9. E esperar para ver nome não ganha titulo e nem prestígio,veja o Nelsinho Piquet

    ResponderExcluir
  10. Concordo plenamente com o seu último parágrafo, e torço multíssimo para que tudo dê certo. Apenas adiciono um "senão": Que o mal exemplo de Piquet Jr. sirva para que não haja precipitação na entrada de Bruno Senna na Fórmula 1. Só mais uma coisa, se o talento do Bruno for igual a sua semelhança física com o tio, estaremos com um futuro de vitórias e grande conquistas na F1 garantidas.
    Grande abraço.
    Ricardo Fernandes.

    ResponderExcluir
  11. Se chegar com humildade, paciência e respeito aos mais velhos, basta guiar o que sabe que vai dar certo...

    Sobrenome não ganha título. Piquet e Fitipaldi já provaram isso...

    E lembrem-se: esse é o Bruno. Ayrton já morreu e o mundo não parou para quem enchugou as lágrimas, ergueu a cabeça e seguiu em frente com a vida.

    Grande abraço, meus amigos, e dá-lhe Bruno!!!

    ResponderExcluir

Seja Bem Vindo ao Zona do Agrião!


- Não deixe de Comentar;
- Aproveite para ser um de nossos seguidores;
- Mande suas sugestões;

Obrigado pela visita,

Equipe Zona do Agrião!

 

Flickr Photostream

Botafogo Flamengo Fluminense Vasco
Corinthians Palmeiras Santos São Paulo
Atlético MG Cruzeiro Grêmio Internacional

Twitter Updates

Meet The Author