Barrichello ainda saiu no lucro.


O inglês Lewis Hamilton, da Mclaren, confirmou o favoritismo e conquistou a Pole Position, no treino oficial que decidiu o grid de largada para o GP de Cingapura de F1. Na segunda posição sairá o alemão Sebastian Vettel, da RBR, seguido por seu compatriota Nico Rosberg, da Williams, e pelo australiano Mark Webber, também da RBR. Na briga particular entre os pilotos da Brawn GP, Rubens Barrichello foi quem se deu menos pior, pois mesmo perdendo 5 posições no grid, por ter trocado o câmbio de seu carro, largará na 10ª posição, 1 a frente de Jenson Button.
Na primeira parte do qualificatório, os pupilos de Ross Brawn até chegaram a dar mostras de que talvez pudessem almejar as primeiras posições de largada, embora somente em sua última volta rápida, Barrichello tenha garantido a passagem ao Q2, com o 6º melhor tempo. Outro destaque - negativo, dessa vez - da primeira parte do treino, foi o pífio desempenho de Giancarlo Fisichella, substituto de Felipe Massa na Ferrari, que obteve o 18º tempo.
No Q2, o cenário começou a ficar estranho para os dois líderes do mundial. Enquanto Button amargou o 11º posto, ficando de fora da parte final da sessão, Barrichello conseguiu uma comemorada 6ª marca, arrancando suspiros aliviados de seu engenheiro. Já livre da ameaça de seu companheiro de equipe, o brasileiro partiu para o Q3 com o objetivo de diminuir ao máximo, o prejuízo acarretado pela punição. Porém, no fim do treino, quando ocupava a 5ª posição, o vice-líder do mundial atirou contra o muro suas chances de melhorar sua situação no grid de largada, levando, inclusive, ao encerramento precoce do treino.
Aparentemente sem chances de vitória amanhã, Barrichello tem de procurar ganhar o máximo de posições desde o começo da prova, a fim de diminuir um pouco mais, a diferença para Button na classificação, agora em 14 pontos. Outra dor de cabeça para a dupla da Brawn, é o bom desempenho que vêm demonstrando os carros da RBR. Uma vitória de Sebastian Vettel, por exemplo, associada a um mau resultado de Jenson e Rubens, coloca o ainda inconstante alemãozinho de volta à briga pelo título.

Grid de largada

1º - Lewis Hamilton (ING) McLaren-Mercedes - 1m47s891
2º - Sebastian Vettel (ALE) Red Bull-Renault - 1m48s204
3º - Nico Rosberg (ALE) Williams-Toyota - 1m48s348
4º - Mark Webber (AUS) Red Bull-Renault - 1m48s722
5º - Fernando Alonso (ESP) Renault - 1m49s054
6º - Timo Glock (ALE) Toyota - 1m49s180
7º - Nick Heidfeld (ALE) BMW Sauber - 1m49s307
8º - Robert Kubica (POL) BMW Sauber - 1m49s514
9º - Heikki Kovalainen (FIN) McLaren-Mercedes - 1m49s778
10º - Rubens Barrichello (BRA) Brawn-Mercedes - 1m48s828*
11º - Kazuki Nakajima (JAP) Williams-Toyota - 1m47s013
12º - Jenson Button (ING) Brawn-Mercedes - 1m47s141
13º - Kimi Raikkonen (FIN) Ferrari - 1m47s177
14º - Sebastien Buemi (SUI) Toro Rosso-Ferrari - 1m47s369
15º - Jarno Trulli (ITA) Toyota - 1m47s413
16º - Adrian Sutil (ALE) Force India-Mercedes - 1m48s231
17º - Jaime Alguersuari (ESP) Toro Rosso-Ferrari - 1m48s340
18º - Giancarlo Fisichella (ITA) Ferrari - 1m48s350
19º - Romain Grosjean (FRA) Renault - 1m48s544
20º - Vitantonio Liuzzi (ITA) Force India-Mercedes - 1m48s792

*punido com a perda de cinco posições por troca de câmbio

Por Roberto Junior

0 comentários:

Postar um comentário

Seja Bem Vindo ao Zona do Agrião!


- Não deixe de Comentar;
- Aproveite para ser um de nossos seguidores;
- Mande suas sugestões;

Obrigado pela visita,

Equipe Zona do Agrião!

 

Flickr Photostream

Botafogo Flamengo Fluminense Vasco
Corinthians Palmeiras Santos São Paulo
Atlético MG Cruzeiro Grêmio Internacional

Twitter Updates

Meet The Author